Home
50 Perguntas para o Autoconhecimento. Inspire-se e conheça-se melhor

50 Perguntas para o Autoconhecimento. Inspire-se e conheça-se melhor

Às vezes não sabemos por onde começar, então separamos 50 perguntas que nos inspiram a pensar sobre nossa vida, nossa personalidade, nossos gostos, valores, vontades, qualidades de si mesmo… Tendo em vista a importância do autoconhecimento, separe um tempo neste seu dia para se conhecer melhor.

Compartilhe a lista de perguntas para autoconhecimento com seus amigos que também procuram se conhecer melhor.

Veja abaixo as 50 perguntas.

Existem dois tipos de pessoas: umas que acham que se autoconhecem e outras que, de fato, se autoconhecem. Pesquisas mostram que, das 95% de pessoas que acreditam se auto conhecer, apenas 10 a 15% de fato se autoconhecem. Este resultado não é raro, pois estamos acostumados a viver em uma sociedade na qual, geralmente, olhamos para fora, procurando nas prateleiras produtos que garantem felicidade e enxergando, nos outros, aquilo que queremos ou pensamos querer para nós mesmos. Assim, vivemos em um ambiente de materialização de tudo e de todos, e precisamos nos autoconhecer, nos aproximar de nós mesmos, para fugir desse sistema que provoca angústia, ansiedade e insatisfação. Observa-se que as pessoas, por vezes, não são capazes de produzir empatia nas relações pessoais, possivelmente, já que não se autoconhecem, não conseguem se pôr no lugar do outro. Basicamente, o autoconhecimento ocorre por meio de tempos de prática para olhar para si. Neste olhar para si, é possível descobrir nossos limites econômicos, financeiros, nossos desejos, e entender que os desejos estão alinhados aos valores de cada sujeito. Por fim, compreender que a vida que se leva é escrita por nós mesmo e, por isso, é preciso ter consciência de que somos seres históricos. Sendo assim, o autoconhecimento é uma descoberta de si mesmo, entender as fraquezas e as virtudes de nossas vidas, como e porque elas ocorrem. Tendo isso em mente, é possível buscar melhorias para tornar a vida pessoal mais harmônica.

Existem diferentes formas para alcançar o autoconhecimento. Alguns por exemplo, podem chegar lá através da meditação e da ioga, outros buscam orientadores, coachings. De qualquer maneira, as práticas para atingir o autoconhecimento envolvem vontade, concentração e dedicação, assim em seguida, desenvolvemos autoconfiança e o autoconhecimento começa a demonstrar os benefícios que ele oferece às nossas vidas. Ademais, o não se conquista o autoconhecimento apenas por meio de práticas, mas também refletindo sobre como refletimos, isto é, perceber como estamos pensando sobre nós mesmos para, enfim, compreender quem somos, como somos vistos e como nos encaixamos no mundo. Embora o autoconhecimento dói, ou seja, nem sempre gostamos de saber quem somos, a descoberta abre caminho para o começo de mudanças em nossas atitudes, por isso, pessoas que se auto conhecem costumam ter relações mais fortes, ser mais criativas, confidentes, comunicativas e realizadas com a vida.

Por isso, separamos 50 perguntas de autoconhecimento, perguntas para conhecer a si mesmo, veja abaixo as perguntas para autoconhecimento:

  1. O que te faz relaxar?
  2. Quais são os principais talentos que você possui?
  3. Quais são os talentos que você precisa desenvolver?
  4. Qual é a sua definição de sucesso?
  5. Quais são as suas três atividades favoritas?
  6. Com que frequência você as exerce?
  7. Quais atividades você gostaria de fazer mais frequentemente?
  8. Quais são as pessoas com quem você gosta de passar o seu tempo?
  9. Qual é o seu objetivo de vida?
  10. Quais são as pessoas mais especiais para você?
  11. Você sabe os seus valores de vida?
  12. Você sente que está vivendo de acordo com os seus valores?
  13. O que você gostaria de aprender, que ainda não aprendeu?
  14. Quais as 3 coisas que você gostaria de aprender neste ano?
  15. O que o estressa?
  16. O que o deixa triste?
  17. O que o deixa feliz?
  18. O que o deixa furioso?
  19. O que o deixa apavorado?
  20. O que o deixa motivado?
  21. Como você enxerga a si mesmo mesmo?
  22. Como você gostaria que os outros o vissem?
  23. Quais foram os três pontos mais positivos da sua infância?
  24. Quais foram os três pontos mais negativos da sua infância?
  25. Em ambos os casos, por que eles foram significativos para você?
  26. Quais foram os melhores períodos da sua vida?
  27. Quais são as suas cinco qualidades mais preciosas?
  28. Você as está colocando em prática hoje?
  29. Quais são os seus três maiores defeitos?
  30. Qual deles é o mais nocivo à sua vida, atualmente?
  31. Os problemas causados afetam mais a você ou aos outros?
  32. Quais são as três pessoas que você mais admira?
  33. Quais são as três principais qualidades que você admira nelas?
  34. Você possui alguma dessas características?
  35. Quais são as duas situações em potencial que mais o amedrontam?
  36. Por que tais situações lhe parecem tão assustadoras?
  37. Quais são as suas três características físicas que você admira?
  38. Você sempre as admirou ou trata-se de algo recente?
  39. Você tende a procurar pessoas parecidas ou diferentes de você? Por quê?
  40. Onde você conheceu a maior parte dos seus amigos?
  41. Quais são as características que você não aprecia nos outros?
  42. Quais dessas qualidades estão presentes em você?
  43. Quais são os seus objetivos para este ano?
  44. Como você se vê daqui a 5 anos?
  45. A vida que você está levando é condizente com tais objetivos?
  46. O que você mais gosta em relação ao seu trabalho?
  47. O que você menos gosta em relação ao seu trabalho?
  48. Quais os conselhos que daria a si mesmo há três anos?
  49. Quais os conselhos que daria a si mesmo há dez anos?
  50. Quais os conselhos que daria a si mesmo para o futuro?

Consequências da falta de autoconhecimento

Para que, de fato, as pessoas busquem atividades de autoconhecimento, é importante entender como a falta dele pode causar sofrimento, abaixo estão alguns exemplos:

  • Sentimo-nos inseguros, ansiosos ou facilmente abalados pelas nossas circunstâncias
  • A menos que desenvolvamos o autoconhecimento, sempre seremos inseguros, pois desconhecendo os valores pelos quais vivemos, nos avaliamos constantemente em comparação aos valores de outras pessoas. Dessa maneira, eventos que parecem negativos podem afetar facilmente, deixando-nos ansiosos.
  • Teremos problemas para quebrar hábitos indesejados
  • Não é imediatamente óbvio o porquê, mas a falta de autoconhecimento está por trás de muitos comportamentos compulsivos ou de dependência. Parte da psicologia, acredita que os vícios surgem devido a um padrão inicial de rechaçar os sentimentos, quando precisamos praticar a aceitação deles.

Quais os benefícios do autoconhecimento

Diversas melhorias são promovidas pelo autoconhecimento. Aqui estão apenas algumas: Capacidade de fazer mudanças positivas na vida, pois nos tornamos conscientes de como nos controlamos.

Responsabilidade pelas emoções, o que facilita os relacionamentos por meio da investigação dos próprios comportamentos para resolver o que for necessário.

Menor probabilidade de frustração no trabalho, pois embora possamos não ter o emprego perfeito, pelo menos procuramos um trabalho que possamos fazer com conforto. Além disso, ficamos imunes à insegurança ou competição, podendo lidar bem com as críticas.

Empatia e compassividade. Quando paramos de evitar nossas próprias deficiências, podemos ser mais empáticos quando outras pessoas mostram as suas. Nossa compaixão melhora em todas as áreas.

Como desenvolver o autoconhecimento

Primeiramente, é fundamental levar o autoconhecimento a sério. Em seguida, além das perguntas acima que podemos fazer, existem outras práticas para buscá-lo, basta encontrar a mais adequada. No entanto, nessas práticas é importante a aceitação, a atenção e a responsabilidade, para que possamos alcançar novas perspectivas:

  • Atenção plena. Se resistimos a entrar no piloto automático em nosso cotidiano, aos poucos tornamos começamos a observar nossos impulsos mais rudes, e podemos parar de agir com eles.
  • Responsabilidade. Paramos de culpar outras pessoas pelo motivo de estarmos chateados e tentamos descobrir o que em nosso pensamento está nos chateando. Esta também é uma maneira de olhar por outros pontos de vistas, tornando as situações mais tranquilas de lidar.
  • Aceitação. Trabalhamos para perceber e aceitar as coisas boas e as ruins, em vez de nos deixar levar pela distração e pela procrastinação.

Gostou de pensar nas respostas? Caso queira ir além, existem muitos cursos para se aprimorar pessoalmente, explore e se inspire no nosso guia de cursos e eventos de educação: www.aprimoramente.com

E caso você ofereça aulas, cursos, palestras ou conheça alguém que ofereça, pode adicionar gratuitamente no guia através do link: aprimoramente.com/divulgue

Gostou do artigo?

Compartilhe com quem você acha que se interessa por este assunto.

Quer se inspirar para aprender algo novo?

Veja nosso guia de cursos, eventos, professores, plataformas e instituições de ensino.

Ver o guia

Quer ver mais artigos?

Leia todos os artigos do Aprimoramente e autores convidados sobre educação e aprendizado.

Ver todos artigos
Carregando...